logotipo Modernismo

  Arquivo Virtual da Geração de Orpheu

 

 

H. G. Wells (1866 – 1946)

Herbert George Wells, escritor inglês, autor de numerosos romances e contos,. É considerado um dos iniciadores da ficção científica. A sua formação em Ciências influenciou a escolha dos temas de muitas das suas obras, em que imagina a evolução das descobertas da tecnologia e a sua influência no destino da humanidade. Temas como uma viagem no tempo (The Time Machine, 1895), a experimentação com animais (The Island of Doctor Moreau, 1896) e a invasão da Terra por seres de outros planetas (The War of the Worlds, 1898) servem de alegorias sobre a condição humana e o futuro da humanidade. Wells pertenceu à Fabian Society, organização britânica de ideais socialistas. Os seus romances e contos adoptaram temáticas políticas, sociais e religiosas para além da especulação científica.  Em The Shape of Things to Come (1933)  imagina um utópico governo mundial de uma elite esclarecida. Foi um defensor da Liga das Nações, em 1919, e escreveu obras de divulgação para o grande público. Existem 12 obras de Wells na biblioteca de Fernando Pessoa, mas as suas referências a este autor são bastante críticas: “I have ceased to be interested in merely clever people – Wells, Chesterton, Shaw. The ideas these people have are such as to occur to many non-writers; the construction of their works is wholly a negative quantity” (in Escritos Autobiográficos, Automáticos e de Reflexão Pessoal, p. 138). E, em Heróstrato:  “Whether it be Mr. Shaw, or Mr. Chesterton, or Mr. Wells, the style of writing is the same. It consists in putting down what you think without thinking it” (p. 167). No mesmo ensaio refere-se a Wells da seguinte forma, a propósito de G.K. Chesterton: “He has never found the door in the wall [título de um conto de Wells] that his lazier compeer Wells got in, but only by supposition” (ib. 168). Encontramos ainda o nome de H.G. Wells numa longa lista de personalidades utilizada numa comunicação mediúnica. Pessoa pretendia descobrir, através da indicação do espírito astral, se chegaria ou não a conhecê-las. À frente do nome de Wells encontra-se o sinal afirmativo.

 

 

Fernando Pessoa, Escritos autobiográficos, automáticos e de Reflexão

Pessoal, ed. E posfácio de Richard Zenith, Assírio & Alvim, Lisboa, 2003.

Fernando Pessoa, Heróstrato e a Busca da Imortalidade, edição Richard

Zenith, Assírio & Alvim, 2000.

Companion to Literature in English, Wordsworth Editions, Cambridge University

Press, Londres, 1994.

 

 

Ana Maria Freitas

 

 

 

DICIONÁRIO

 

Verbetes publicados no Dicionário de Fernando Pessoa e do Modernismo Português,

coordenado por Fernando Cabral Martins,

Lisboa, Caminho, 2008.

 

Revistos em 2017.