Imprimir

Medium

Fundo
Mário de Sá-Carneiro
Cota
Esp.115/6_41
Imagem
Bilhete-postal a Fernando Pessoa
PDF
Autor
Sá-Carneiro, Mário de

Identificação

Titulo
Bilhete-postal a Fernando Pessoa
Titulos atríbuidos
Bilhete-postal a Fernando Pessoa
Edição / Descrição geral

Bilhete-postal enviado de Paris, no dia 6 de Setembro de 1915. 

 

**

M. de Sá-Carneiro

Paris 6 setembro 1915

 

«Serradura»

 

A minha vida sentou-se
E não há quem a levante,
Que desde o Poente ao Levante

A minha vida fartou-se.

 

E ei-la, a mona, lá está

Estendida – a perna traçada –

No infindável sofá
Da minha alma estofada.

 

Pois é assim: a minh’Alma

Outrora a sonhar de Rússias,

Espapassou-se de calma
E hoje sonha só pelúcias...

 

Vai aos Cafés, pede um boc,

Lê o Matin de castigo –
E não há nenhum remoque

Que a regresse ao Oiro antigo!

 

Dentro de mim é um fardo

Que não pesa mas que maça:

O Zumbido dum moscardo,

Ou comichão que não passa...

 

Folhetim da Capital
Pelo nosso Júlio Dantas,
Ou qualquer coisa entre tantas

Duma antipatia igual...

 

O raio já bebe vinho,

Coisa que nunca fazia,

E fuma o estuporinho

Pende prà burocracia...

 

Qualquer dia pela certa

Quando eu mal me precate,

É capaz dum disparate
Se encontra a porta aberta...

 

Pouco a pouco vai-se embora

Tudo quanto nele havia
Que tinha alguma valia

– Manteiga que se dessora.

 

Isto assim não pode ser...

Mas como achar um remédio?

– Pra acabar este intermédio

Lembrei-me de endoidecer:

 

O que era fácil – partindo

Os móveis do meu hotel,

Ou para a rua saído
De barrete de papel

 

Gritando «Viva a Alemanha!»

Mas a minh’Alma em verdade

Não merece tal façanha,
Tal prova de lealdade,

 

Vou deixá-la – decidido –

Num lavabo dum café

Como um anel esquecido.

É um fim mais «raffiné»...

 

Notas de edição
Identificador
https://modernismo.pt/index.php/arquivo-almada-negreiros/details/33/5668

Classificação

Categoria
Literatura, Espólio Documental
Subcategoria
Correspondência, Poesia

Dados Físicos

Descrição Material
Tinta preta sobre bilhete-postal.
Dimensões
Legendas

Dados de produção

Data
1915 Set 6
Notas à data
Inscrita.
Datas relacionadas
Dedicatário
Destinatário
Fernando Pessoa
Idioma
Português

Dados de conservação

Local de conservação
Biblioteca Nacional de Portugal
Estado de conservação
Bom
Proprietário
Biblioteca Nacional de Portugal
Historial

Palavras chave

Locais
Paris
Palavras chave
Nomes relacionados

Documentação Associada

Bibliografia
Publicações
Sá-Carneiro, Mário de, Cartas de Mário de Sá-Carneiro a Fernando Pessoa, ed. Manuela Parreira da Silva, Assírio & Alvim, Lisboa, 2001.
Exposições
Itens relacionados
Esp.115
Bloco de notas
Na transcrição das cartas: a ortografia foi actualizada e as gralhas evidentes corrigidas, mantendo, contudo, as elisões com apóstrofo e todas as singularidades da pontuação usada por Mário de Sá-Carneiro, bem como a forma original das datas, muitas vezes com o nome dos meses em letra minúscula ou abreviado. O título da revista Orpheu foi mantido na forma sempre usada por Sá-Carneiro – Orfeu. Foram mantidas, igualmente, as versões de versos e de outros trechos literários mais tarde corrigidos ou refundidos pelo poeta.