Imprimir

Medium

Fundo
Mário de Sá-Carneiro
Cota
Esp.115/4_11
Imagem
Bilhete-postal a Fernando Pessoa
PDF
Autor
Sá-Carneiro, Mário de

Identificação

Titulo
Bilhete-postal a Fernando Pessoa
Titulos atríbuidos
Bilhete-postal a Fernando Pessoa
Edição / Descrição geral

Bilhete-postal enviado de Paris, no dia 3 de Dezembro de 1912. 

 

9

 

Paris – Dezembro de 1912

Dia 3

 

Meu caro Pessoa,

Este postal é o «post-scriptum» da minha carta de ontem. E tem por fim juntar o seguinte:

1.º O Mercúrio de França, desde que aqui estou, ainda não trouxe «lettres portugaises». Logo que aparecer com elas lho enviarei para você ler o artigo do Lebèsgue sobre o meu livro.

2.º Rogava-lhe encarecidamente que me enviasse, para mostrar ao Santa-Rita, os «Violoncelos» do Pessanha e o soneto sobre a mãe – e mesmo mais alguns se para isso estivesse. Era um favor que muito lhe agradeceria. Tem apanhado mais versos dele? Um grande abraço. O seu muito amigo

Sá-Carneiro

Recebi hoje carta e livro do Augusto Santa-Rita.

 
 

 

Notas de edição

Classificação

Categoria
Espólio Documental
Subcategoria
Correspondência

Dados Físicos

Descrição Material
Tinta preta sobre bilhete-postal.
Dimensões
Legendas

Dados de produção

Data
1912 Dez 3
Notas à data
Inscrita.
Datas relacionadas
Dedicatário
Destinatário
Fernando Pessoa
Idioma
Português

Dados de conservação

Local de conservação
Biblioteca Nacional de Portugal
Estado de conservação
Bom
Proprietário
Biblioteca Nacional de Portugal
Historial

Palavras chave

Locais
Paris
Palavras chave
Nomes relacionados
Santa-Rita
Camilo Pessanha

Documentação Associada

Bibliografia
Publicações
Sá-Carneiro, Mário de, Cartas de Mário de Sá-Carneiro a Fernando Pessoa, ed. Manuela Parreira da Silva, Assírio & Alvim, Lisboa, 2001.
Exposições
Itens relacionados
Esp.115/4
Bloco de notas
Na transcrição das cartas: a ortografia foi actualizada e as gralhas evidentes corrigidas, mantendo, contudo, as elisões com apóstrofo e todas as singularidades da pontuação usada por Mário de Sá-Carneiro, bem como a forma original das datas, muitas vezes com o nome dos meses em letra minúscula ou abreviado. O título da revista Orpheu foi mantido na forma sempre usada por Sá-Carneiro – Orfeu. Foram mantidas, igualmente, as versões de versos e de outros trechos literários mais tarde corrigidos ou refundidos pelo poeta.