Medium

Fundo
Fernando Pessoa
Cota
BNP-E3, 19 - 71
Imagem
Erostratus
PDF
Autor
Fernando Pessoa

Identificação

Titulo
Erostratus
Titulos atríbuidos
Edição / Descrição geral

[19 – 71]

 

Erostratus.

 

A classic is a man who expresses himself; a romantic a man who has a lot of self to express and expresses that but no more[1]. It is astonishing, for instance, how much of Shelley is only what Shelley could have been if he had been somebody else. But it is all unfiltered, unsublimed, a splendor of candid virtual.[2]

 

 

[19 – 71]

 

Heróstrato.

 

Um clássico é um homem que se exprime a si próprio; um romântico é um homem que tem muito de si para exprimir e exprime isso e nada mais. É impressionante, por exemplo, quanto de Shelley é apenas o que Shelley poderia ter sido se tivesse sido outra pessoa. Mas encontra-se tudo por filtrar, por sublimar, um esplendor do cândido virtual.

 

 

[1] that but no more /only that he has a lot of self to express\

[2] a splendor of candid virtual. /(a splendour of the virtual, a luminous verbalized possibility).\

Notas de edição
Identificador
https://modernismo.pt/index.php/arquivo-almada-negreiros/details/33/2504

Classificação

Categoria
Literatura
Subcategoria

Dados Físicos

Descrição Material
Dimensões
Legendas

Dados de produção

Data
Notas à data
Datas relacionadas
Dedicatário
Destinatário
Idioma
Inglês

Dados de conservação

Local de conservação
Biblioteca Nacional de Portugal
Estado de conservação
Proprietário
Historial

Palavras chave

Locais
Palavras chave
Nomes relacionados

Documentação Associada

Bibliografia
Publicações
Fernando Pessoa, Páginas de Estética e de Teoria e Crítica Literárias, Textos estabelecidos e prefaciados por Georg Rudolf Lind e Jacinto do Prado Coelho, Lisboa, Edições Ática, 1966, p. 218.
Exposições
Itens relacionados
Bloco de notas