logotipo Modernismo

  Arquivo Virtual da Geração de Orpheu

 

 

Portugal Futurista Orpheu Exílio Centauro Eh real! A Tradição Sphinx
             

 

APRESENTAÇÃO

Este é um projecto multifacetado e multidisciplinar que consiste no estudo da importância e pertinência das publicações periódicas literárias e artísticas como panfleto e centro difusor do movimento modernista numa primeira fase do Modernismo Português.

As balizas temporais aplicadas serão as de 1910-1927, uma vez que foi entre estas duas datas que o Modernismo português se afirmou nos seus fundamentos e é o período a que corresponde ao chamado “Primeiro Modernismo Português”. O ano de 1910 marca o início de uma nova fase político-social em Portugal, bem como a emergência de duas revistas (nomeadamente a "Límia" e "A Águia"), uma delas não digitalizada até agora e pouco estudada ("Límia") onde colaboram autores modernistas.

Aqui salienta-se claramente a figura de Pessoa, cuja saída de "A Águia" propiciou a publicação de "Orpheu" (1915) commumente aceite com o começo do Modernismo em Portugal. Do outro lado do espectro temporal, 1926 é igualmente o momento de começo de uma ditadura, depois de 16 anos de sucessivos governos falhados. A data de 1927 vê, assim, surgir uma nova era no Modernismo Português, com o aparecimento da revista “Presença” e de uma nova definição/complexificação do que se entende por ‘Revista Literária’. 

Pretendemos assim que este sítio seja uma fonte de consulta disponível para todos os estudiosos e investigadores do Modernismo português e europeu, bem como para o simples curioso ou interessado em ler estas revistas, espelho fiel e inequívoco de uma época. 

 

 

Este acervo será inicialmente composto por sete revistas literárias e artísticas. Não se inclui nesta selecção jornais ditos de âmbito literário e revistas de âmbito académico.

Este trabalho é financiado directamente pela FCT, como resultado da aprovação de um projecto de pós-doutoramento (FCT - Bolsa SFRH/BPD/101758/2014).

 

Ricardo Marques