Medium

Fundo
Fernando Pessoa
Cota
BNP/E3, 14A – 63
Imagem
[Sobre Lord Byron]
PDF
Autor
Fernando Pessoa

Identificação

Titulo
[Sobre Lord Byron]
Titulos atríbuidos
Edição / Descrição geral

[BNP/E3, 14A – 63]

 

As suas obras demolidoras, como por exemplo “Caim”, {…} mais pela sua audácia do que por qualquer pensamento profundo ou genial que seja base a essa[1] audácia.

 

(Quote herb cure

etc.)

 

Não há nenhuma criatura de mediana inteligência cujo pensamento não tenha, tácita ou |expressamente|, passado por aqui. Nem é a expressão, que o poeta dá a esse pensamento vulgar, extraordinária; é chã, e natural, por ser chã.

 

[63v]

 

É difícil ler Byron sem nos apercebermos dos limites da sua inteligência e do seu sentimento. Há um ponto intelectual [e um ponto sentimental] além do qual[2] nunca a inspiração o leva, conquanto a audácia dela e o seu fogo pareçam fazê-lo.

Não é tão “curto” intelectualmente como Victor Hugo – é certo; mas o feitio retórico é o mesmo.

 

 

[1] seja /fosse\ base a /d\essa

[2] do/s\ qual /quais\

Notas de edição

Classificação

Categoria
Literatura
Subcategoria

Dados Físicos

Descrição Material
Dimensões
Legendas

Dados de produção

Data
Notas à data
Datas relacionadas
Dedicatário
Destinatário
Idioma
Português

Dados de conservação

Local de conservação
Biblioteca Nacional de Portugal
Estado de conservação
Proprietário
Historial

Palavras chave

Locais
Palavras chave
Nomes relacionados

Documentação Associada

Bibliografia
Publicações
Pauly Ellen Bothe, Apreciações literárias de Fernando Pessoa, Lisboa, Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2013, p. 81.
Exposições
Itens relacionados
Bloco de notas