Medium

Fundo
Fernando Pessoa
Cota
BNP-E3, 19 - 45
Imagem
Erostratus
PDF
Autor
Fernando Pessoa

Identificação

Titulo
Erostratus
Titulos atríbuidos
Edição / Descrição geral

[19 – 45]

 

Erostratus.

 

The celebrity of nations is, in a certain sense, similar to the celebrity of men. There are nations which are geniuses; there are nations which are talents; and there are nations which are wits.

 

In that civilization to which we belong, there are three nations which are geniuses – the three nations which have built up the modern world. Their direct greatness has differed, but their recognition by the world has been almost equal in not having been immediate.

 

Modern civilization is based, back of itself, on three principles – Greek Culture, Roman Order and Christian Morals. Greek Culture means individualistic rationalism, and every time that a European nation has departed from this fundamental element, it has fallen or lost. Roman Order means the concept of the State as Empire, and every time a European nation has lost its sense of this, it has fallen or taken meanness. Christian Morals mean the {…}

 

After this, modern civilization is based on three elements – nationality, which was created by Italy; universality, which was created by Portugal; and liberty, which was created by England.

 

These elements, which the genius of three nations created, were spread by the talent of three other nations. Germany, by converting the renascence into the reformation; Spain, by {…}, and France, by universalizing the English Revolution.

 

 

[19 – 45]

 

Heróstrato.

 

A celebridade das nações é, num certo sentido, semelhante à celebridade dos homens. Existem nações que são génios; existem nações que são talentos; e existem nações que são sagazes.

 

Na civilização a que pertencemos existem três nações que são génios – as três nações que construíram o mundo moderno. A sua grandeza directa diferiu, mas o seu reconhecimento por parte do mundo tem sido quase igual por não ter sido imediato.

 

A civilização moderna baseia-se, nos seus fundamentos, em três princípios – a Cultura Grega, a Ordem Romana e a Moral Cristã. A Cultura Grega significa o racionalismo individualista, e sempre que uma nação europeia se afastou deste elemento fundamental, ela caiu ou perdeu. A Ordem Romana significa o conceito de Estado como Império, e sempre que uma nação europeia perdeu o sentido disto, caiu ou deteriorou-se. A Moral Cristã significa {…}

 

Depois disso, a civilização moderna baseia-se em três elementos – nacionalidade, que foi criada pela Itália; universalidade, que foi criada por Portugal; e liberdade, que foi criada por Inglaterra.

 

Estes elementos, que o génio de três nações criou, foram expandidos pelo talento de três outras nações. A Alemanha, ao converter a renascença em reforma; a Espanha, ao {…}, e a França, ao universalizar a Revolução Inglesa. 

 

Notas de edição
Identificador
https://modernismo.pt/index.php/arquivo-almada-negreiros/details/33/2482

Classificação

Categoria
Literatura
Subcategoria

Dados Físicos

Descrição Material
Dimensões
Legendas

Dados de produção

Data
Notas à data
Datas relacionadas
Dedicatário
Destinatário
Idioma
Inglês

Dados de conservação

Local de conservação
Biblioteca Nacional de Portugal
Estado de conservação
Proprietário
Historial

Palavras chave

Locais
Palavras chave
Nomes relacionados

Documentação Associada

Bibliografia
Publicações
Fernando Pessoa, Páginas de Estética e de Teoria e Crítica Literárias, Textos estabelecidos e prefaciados por Georg Rudolf Lind e Jacinto do Prado Coelho, Lisboa, Edições Ática, 1966, p. 190.
Exposições
Itens relacionados
Bloco de notas