Medium

Fundo
Fernando Pessoa
Cota
BNP-E3, 88 - 11
Imagem
[Sobre o Sensacionismo]
PDF
Autor
Fernando Pessoa

Identificação

Titulo
[Sobre o Sensacionismo]
Titulos atríbuidos
Edição / Descrição geral

[BNP/E3, 88 – 11]

 

Sentir é criar. Agir é só destruir. Compreender é apenas iludirmo-nos.

Parecendo um facto passivo, sentir é ser activo, porque é ter a consciência de sentir.

Ter consciência de sentir é ser um modo de sentir.

 

O universo objectivo é uma alucinação simultânea dos sensórios, uma média abstracta entre ilusões.

 

A única realidade que há é a palavra realidade não ter sentido (nenhum).

 

Agir é intrometer-se na ilusão geral, perturbar a ordem do Universo.

 

O dinâmico é a paragem do estático. O que se desloca é o que não se desloca. O sujeito é objecto de si-próprio e isto não é verdade.

 

Ver uma coisa e imaginar uma coisa visível são fenómenos idênticos. Apenas os diferencia a colocação espacial da imagem visualizada. O mundo exterior é uma alucinação em comum, uma criação-média das imaginações somadas.

 

A única realidade verdadeira é a sensação. A única realidade absoluta é a diferença entre a sensação e sentir........

 

Notas de edição
Identificador
https://modernismo.pt/index.php/arquivo-almada-negreiros/details/33/2268

Classificação

Categoria
Literatura
Subcategoria
Sensacionismo

Dados Físicos

Descrição Material
Dimensões
Legendas

Dados de produção

Data
Notas à data
Datas relacionadas
Dedicatário
Destinatário
Idioma
Português

Dados de conservação

Local de conservação
Biblioteca Nacional de Portugal
Estado de conservação
Proprietário
Historial

Palavras chave

Locais
Palavras chave
Nomes relacionados

Documentação Associada

Bibliografia
Publicações
Paula Cristina Costa, As Dimensões Artísticas e Literárias do Projecto Sensacionista, Tese de Mestrado em Literaturas Comparadas Portuguesa e Francesa, Lisboa, FCSH – Universidade Nova de Lisboa, 1990, pp. 312-313.
Exposições
Itens relacionados
Bloco de notas