logotipo Modernismo

  Arquivo Virtual da Geração de Orpheu

 

 

António Gomes

Personalidade literária pessoana, à qual é atribuída, por volta de 1913, a autoria de uma fábula política, intitulada História comica do çapateiro Affonso, numa clara alusão ao político Afonso Costa, tantas vezes objecto de cáusticas críticas por parte de Pessoa (ESP. 48B-28). António Gomes, «licenciado em filosofia pela Universidade dos Inúteis», afigura-se como sucessor de Pantaleão (v.), no amplo universo heteronímico, já que é este, inicialmente, o agitador de serviço, que pretende destruir pela sátira muitos dos podres da vida nacional, e autor de «Fábulas para Adultos». Numa espécie de «caderno de encargos», que Pessoa intitula The Transformation Book ou Book of Tasks, o nome de Pantaleão é apresentado como sendo um pseudónimo, com a indicação: «se necessário dar o verdeiro nome». É provável, pois, que António Gomes pudesse ser o «verdadeiro» nome de Pantaleão, ainda que o pseudónimo tivesse prevalecido. Desconhece-se, aliás, qualquer excerto da obra prevista de António Gomes, a menos que alguns fragmentos sobre Afonso Costa lhe fossem destinados.