logotipo Modernismo

  Arquivo Virtual da Geração de Orpheu

 

 

Alberto de Hutra (1840-1923)

De seu nome completo Alberto Teles de Hutra Machado, e mais conhecido por Teles Machado, expõe como pintor no Salão dos Humoristas, em 1920. Colabora no nº 5, Fevereiro de 1925, da revista Athena, com um texto em prosa intitulado «Prólogo e Oração sobre a Montanha». Pessoa pedira a sua colaboração numa carta de 7-10- 1924, na qual anuncia a saída, em fins desse mês, de «uma revista – género, porém não estilo, Contemporanea – dirigida pelo Ruy Vaz» e por si próprio. O pedido refere-se expressamente a colaboração literária em português, já que, como escreve: «a mais não vai o meu domínio, e sem ilustrações, pois a revista as não traz intercaladas no texto. Francês não: é absurdo inserir francês, ou outra qualquer língua estrangeira, em revista portuguesa» (Correspondência, Assírio & Alvim, vol. II, p. 50). Estas observações entendem-se por Alberto de Hutra, assinando desta vez Alberto Wanhoertre de Telles-Machado, ter colaborado na Contemporânea com um poema em francês, «Karma», curiosamente no mesmo número em que o próprio Pessoa publica, igualmente em francês, «Trois Chansons Mortes» (nº 7, Janeiro de 1923). A revista organizara também, no mesmo ano de 1923, uma exposição individual de pintura de Teles Machado. Este, em conjunto com Afonso Duarte e João Gaspar Simões, funda em Coimbra, em 1924, a revista Tríptico (assim chamada por se apresentar como uma folha dobrada em três partes).

 

Manuela Parreira da Silva